BCAA

BCAA que vem da abreviação de Branch Chain Amino Acids que significa aminoácidos de cadeia ramificada, são formados por 3 essenciais aminoácidos e que não são produzidos pelo organismo, sendo eles:  A L-Valina, L-Leucina  e L-Isoleucina.

Sua ação no organismo pode ser explicada de forma simples: durante o treino pesado ou mesmo quando realizamos atividades aeróbicas, como corridas, gastamos energia em grande quantidade. O corpo, então, precisa repor essa energia e procura fazer isso utilizando os aminoácidos presentes no organismo.

Se não os temos  no sangue, eles serão retirados dos músculos, o que gera uma perda de massa magra relativamente alta. A suplementação impede exatamente que isso aconteça, pois fornece a quantidade certa para manter o ritmo dos treinos, sem causar deficiência dessas substâncias.

Benefícios do BCAA

O BCAA aumenta a longevidade, melhora o sistema imune, aumenta a sensibilidade à insulina, previne a perda de tecido muscular, e aumenta a força e resistência. Confira outros benefícios do BCAA:

– Excelente suplemento para ganho de massa muscular

Este é certamente um dos principais benefícios do BCAA, que estimula a formação e o desenvolvimento das fibras musculares.

Nós já vimos que os músculos são formados por proteínas, e estas por aminoácidos. Logo, nosso corpo necessita de aminoácidos para fazer mais proteínas e consequentemente mais fibras musculares.

Estudos indicam que a leucina aumenta a formação de tecido muscular através de sua ação direta na síntese proteica.

A leucina também eleva os níveis de insulina, hormônio anabólico que estimula ainda mais a formação de novas proteínas.

– Possui rápida absorção

Quando consumimos proteínas ou mesmo aminoácidos na forma de suplementos, eles precisam passar primeiramente pelo fígado antes de serem utilizados como combustível ou então seguirem para ajudar no reparo e síntese de proteínas no músculo ou em outros tecidos.

Já o BCAA segue diretamente para os tecidos após a absorção no intestino, o que significa que você poderá utilizá-lo como fonte de energia mais rápida durante o treino. E, quando você acaba seus exercícios, os BCAAs já estarão disponíveis na circulação para começar o processo de reconstrução muscular.

Por este motivo, tomar BCAA antes do treino garante que você tenha mais energia para séries intensas e com a mesma força do começo ao fim.

– Tem função anabólica e anticatabólica

Ao final de um treino intenso de resistência o corpo acelera a quebra das proteínas musculares para poder liberar aminoácidos para o fígado converter em energia. Além desse mecanismo causar grandes perdas de massa magra, ele ainda diminui a síntese de novas proteínas. Ou seja, o catabolismo é inimigo do fortalecimento e hipertrofia muscular. Fazer uma suplementação com BCAA pode reduzir consideravelmente os efeitos colaterais do catabolismo muscular e melhorar seu rendimento na academia.

O BCAA é anabólico e ao mesmo tempo combate o catabolismo porque aumenta significativamente a síntese de proteínas, facilita a liberação de hormônios anabólicos como o IGF-1 e a insulina, e também porque atua na manutenção de uma proporção adequada de testosterona e cortisol. Enquanto o cortisol estimula a degradação muscular, a testosterona tem efeito oposto, estimulando a síntese de mais fibras e levando a um estado de hipertrofia.

– Melhora a recuperação

Diversas pesquisas comprovam que o BCAA pode melhorar os sintomas e até prevenir a DOMS (Delayed Onset Muscle Soreness), ou Dor Muscular Tardia, em português. A DOMS nada mais é do que aquela dor que você sente no dia seguinte a um treino forte de pernas, por exemplo.

Na prática, isso significa dizer que o BCAA melhora a recuperação após exercícios que causam lesões musculares, o que permite que você treine mais regularmente e com maior intensidade – e sem dores.

– Evita a perda de massa magra durante a dieta

Não é só para quem procura hipertrofia que serve o BCAA, já que o suplemento também pode ser de grande utilidade para quem está limitando sua ingestão calórica.

Grande parte das dietas de emagrecimento causa também perda de massa magra, decorrente da utilização do tecido muscular como fonte de energia para o metabolismo.

Ao fornecer aminoácidos necessários para síntese de proteínas, o BCAA ajuda a prevenir a degradação proteica (proteólise) e a perda muscular decorrente das dietas hipocalóricas.

– Reduz a fadiga

Estudos sugerem que o BCAA circula pelo sangue até o cérebro, onde reduz a produção de serotonina no interior do órgão, ação essa que reduz a fadiga mental. Isso ocorre porque a serotonina é um neurotransmissor que promove relaxamento e pode provocar a sensação de cansaço.

Ao entrar na circulação, o BCAA – sobretudo a valina – passa a competir com o triptofano para entrar no cérebro, o que pode diminuir a concentração deste aminoácido que consegue efetivamente passar pela barreira hematoencefálica (cerebral).

Pesquisas indicam que consumir BCAA antes do treino reduz a quantidade de triptofano que chega até o cérebro, o que acaba por retardar a sensação de fadiga. Essa propriedade do BCAA, aliás, o torna um suplemento que pode ser utilizado para reduzir a fadiga mental e manter o estado de alerta e rapidez de raciocínio.

– Emagrece e queima gorduras

Os pesquisadores atribuem o resultado à atuação da leucina no metabolismo, já que o aminoácido aumenta o gasto energético e estimula a utilização de gordura como fonte de energia.

A leucina também reduz o apetite, o que significa que consumir BCAA pode ajudá-lo a consumir menos calorias ao longo do dia, ao mesmo tempo em que começa a queimar as gorduras já existentes no organismo.

Mas ele não tem poder emagrecedor, pois não é um termogênico, como os suplementos emagrecedores.

 

Efeitos colaterais:
Até o momento não existe relatos de efeitos colaterais com o uso de BCAA. O recomendado é que não exagere e tome sempre a dose recomendada por um profissional ou pelo fabricante do produto.

 

Modo de usar:

 

A quantidade varia, geralmente entre 4 a 8 gramas pré treino e pós treino. Se for em comprimidos, 4 a 8 são o suficiente para ser eficaz no aumento de massa muscular. Os efeitos podem ser potencializados ainda mais se associado a uma dieta que inclua alimentos para o ganho rápido de massa muscular se comprarem uma Whey Protein importada de ótima qualidade, não tem necessidade de comprar BCAA, pois já possuem as substancias A L-Valina, L-Leucina  e L-Isoleucina.